Eshmir — Fórum RPG
Chatbox

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Floresta de Pinheiros

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Ir em baixo  Mensagem [Página 9 de 9]

201 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Dez 14, 2014 2:04 am

Diante da situação em que se encontrava o garoto não tinha muito o que fazer, seus golpes embora bem sucedidos, não teve tanto efeito, e agora Chrom se via pendurado ao gigante que cravou sua espada com as forças restantes no chão e tornando ainda mais forte a nevasca que se iniciava, também sentiu a aproximação da magia das trevas de seu oponente se aproximando, sem muito o que fazer o garoto empurrou com o pé a imensa perna e se soltou, caindo na neve macia e então correu para longe do monstro.

De onde pode observar sua companheira que lhe avisavam dos perigos futuros da luta e percebeu que a pouca luz que restava da até então iluminada sala, ia se extinguindo aos poucos, o garoto então com toda sua energia concentrada, fez uso de sua magia, transformado as fracas chamas das duas tochas gigantes mais próximas do gigante, em grandes e fortes e movendo-as direto para o rosto da criatura.

Ver perfil do usuário

202 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Dez 14, 2014 2:04 am

Alterax

avatar
Admin
O membro 'Chrom' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D20' : 2, 19

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

203 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Dez 14, 2014 11:44 pm

O rapaz cai na neve de modo desajeitado e acaba não se distanciando tanto, mas ao provocar as chamas perto do gigante o mesmo se desespera, ele tenta colocar as mãos para evitar que fogo se propague, mas em vão, seu desespero não cessa, ele se vira e contorce, estando, desta forma, muito perto de esmagar o espadachim.

Ele vira seu corpo e fica de joelhos, seus ombros pegam fogo, o gigante então se apronta para alcançar a espada que está encostada na parede.

Ver perfil do usuário

204 Re: Floresta de Pinheiros em Ter Dez 16, 2014 6:03 am

Ao cair, o garoto acabou por se atrapalhar e temendo que o monstro pudesse levantar, o garoto se prontificou o uso de sua magia, porém ao ver a criatura se contorcendo Chrom percebeu que aquilo poderia se tornar algo ruim e então reagiu rapidamente, correndo para longe e enfrentando a dificuldade da neve. Ele então parou e voltou a usar sua magia, aproveito a pele em chamas do morto vivo e novamente reforçou as chamas das tochas para derreter o cérebro do monstro, usando sua magia novamente.

Ver perfil do usuário

205 Re: Floresta de Pinheiros em Ter Dez 16, 2014 6:03 am

Alterax

avatar
Admin
O membro 'Chrom' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D20' : 4, 6

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

206 Re: Floresta de Pinheiros em Ter Dez 16, 2014 8:36 pm

O gigante consegue pegar sua espada e lança cegamente um golpe vertical na direção do garoto. As chamas que foram fortificadas por Chrom não são suficiente e lentamente apagam-se, o monstro começa a debater-se para deter as chamas em um processo mais rápido, mas, ao aproximar sua enorme mão das chamas, ele é interrompido pelo espírito com uma magia de luz.

Ver perfil do usuário

207 Re: Floresta de Pinheiros em Qua Dez 17, 2014 3:12 pm

Enquanto viu suas chamas fracassarem, o garoto aproveitou para tentar mais uma vez forçar as chamas, enquanto isso o gigante buscava sua espada, após pegar sua espada, o gigante desferiu um golpe contra o garoto que ao percebeu a aproximação da espada e reagiu rolando e então correndo para perto do monstro novamente que agora se debatia tentando extinguir o fogo em sua cabeça e ombros, porém, ao tentar aproximar seu braço livre de onde havia fogo, foi impedido por uma magia de luz vinda da companheira do garoto que agora, buscava uma brecha no monstro, correu e saltou para cima da perna do gigante e foi até a nuca dele onde cravou sua espada uma vezes.



Última edição por Chrom em Qua Dez 17, 2014 3:13 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário

208 Re: Floresta de Pinheiros em Qua Dez 17, 2014 3:12 pm

Alterax

avatar
Admin
O membro 'Chrom' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D20' : 1, 14, 19

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

209 Re: Floresta de Pinheiros em Qua Dez 17, 2014 4:45 pm

As chamas não se reacendem, mas não são interrompidas. O golpe do gigante é desviado pelo espadachim e o mesmo corre em sua direção, o gigante procura agora largar sua espada para pegá-lo, mas o garoto é rápido e lhe desfere um mortal golpe na nuca, seguido de mais golpes. Ele finalmente para de resistir, não consegue mais mover-se e passa a aceitar seu destino. Lentamento, o corpo enorme se desfaz em cinzas, como um feitiço acabado, desmoronando. A neve provocada pela enorme espada se torna cada vez menos rígida e pelo local passe-se um ar de limpo como um suspiro aliviado. Conforme tudo se esvai, Chrom é colocado no chão em um processo lento.

O espírito guia de Chrom derrama o que parecem lágrimas de felicidade. Das cinzas do monstro encontra-se uma luz esbranquiçada, que toma a forma de um homem melancólico, o qual logo muda a expressão ao avistar a mulher.

- Minha amada! - O homem exclama, indo em rápida direção à ela.

- Finalmente... Consegui finalmente te encontrar... Agora nós podemos descansar em paz... - Ela o retribui em um abraço - Graças a ele, que nos tirou das garras das trevas... - Ela fita o rapaz e os dois lhe lançam um sorriso reconfortante.

- Muito obrigado, rapaz - Diz o espírito masculino - Você libertou-nos da maldição, então... Fique com isto, que por direito é seu. Infelizmente, o que podemos lhes dar é pouco se comparado ao seus atos heroicos.

O homem aponta para a enorme espada, então ela se torna cada vez menor, adaptando-se ao tamanho de seu novo portador.

- Continue vivo e saudável, herói, um futuro divino o aguarda. Desejamos-lhe o melhor. - A mulher profere suas últimas palavras.

Os dois entrelaçam as mãos e desaparecem aos poucos, em uma luz cegante e bela. O lugar é limpo de vez com o brilho, não há mais resquícios das cinzas do gigante das trevas e a pouca neve que restou tornou-se bela e calma, o lugar agora dá uma sensação reconfortante de paz.
O rapaz sente-se com todo o vigor e é capaz de prever que fazia parte de uma magia de reparação dos espíritos.

Ver perfil do usuário

210 Re: Floresta de Pinheiros em Sab Dez 20, 2014 2:13 am

O golpe que o garoto conseguiu aplicar na nuca do gigante, acabou por ser fatal. O gigante que se debatia em busca do garoto, apenas aceitou seu destino enquanto recebeu mais alguns golpes, seu corpo acabou se transformando em cinzas e lentamente o garoto foi colocado ao chão, de onde percebeu que a neve aos poucos ia se tornando menos rígida e ficou observando e depois de certo tempo tentando entender, pode perceber que sua companheira se caia em lagrimas, foi então que viu que dentre as cinzas havia uma outra aparição, um homem.

Não demorou muito para que um fosse de encontro ao outro, o garoto apenas observou e escutou a conversa de longe até que percebeu que ambos sorriam para ele, ele então se aproximou deles e pode ouvir:

Muito obrigado, rapaz — Diz o espírito masculino — Você libertou-nos da maldição, então... Fique com isto, que por direito é seu. Infelizmente, o que podemos lhes dar é pouco se comparado ao seus atos heroicos. — Apontando para a espada que aos poucos ficaram de tamanho comum.

— Já é o bastante, obrigado.

Continue vivo e saudável, herói, um futuro divino o aguarda. Desejamos-lhe o melhor. — A mulher profere suas últimas palavras. Os dois entrelaçam as mãos e desaparecem aos poucos, em uma luz cegante e bela. O lugar é limpo de vez com o brilho, não há mais resquícios das cinzas do gigante das trevas e a pouca neve que restou tornou-se bela e calma, o lugar agora dá uma sensação reconfortante de paz.
O rapaz sente-se com todo o vigor e é capaz de prever que fazia parte de uma magia de reparação dos espíritos.

O garoto soltou um leve suspiro e então pegou sua nova espada, prendendo a na costa, enquanto sua antiga, ele embainhou e retirou o colar de seu cabo, colocando em seu pescoço.

Ele então foi se retirando da caverna aos poucos, investigando todos os corpos e retirando tudo que poderia ter algum valor e colocando em sua capa, em que improvisou uma bolsa, carregando duas armaduras, carregava em sua mão uma lança junto a um escudo, no seu cinto colocou a adaga e espada de seus inimigos e partiu lentamente para a cidade mais perto.

Ver perfil do usuário

211 Re: Floresta de Pinheiros em Sab Dez 20, 2014 3:15 pm

Alterax

avatar
Admin
O colar que agora pertencera a Chrom começa a emitir uma estranha energia de cor índigo. Esta emana continuada e harmonicamente, causando efeito de surpresa e também deixando o rapaz extremamente impressionado.

Embora estivesse carregando muitas coisas as quais recolhera dos mortos-vivos que enfrentou anteriormente, consegue aguentar e seguir seu caminho, vigoroso.

Sua espada nova era tão gélida e sinistra quanto a neve que continuava a cair naquele lugar, inexplicavelmente. Uma aura de aspecto maligno e gélido emana da mesma, emitindo ondas de poder ao garoto que é capaz de notar isto facilmente, uma vez que seja um mago.



Última edição por Alterax em Qua Dez 31, 2014 7:52 pm, editado 1 vez(es)

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

212 Re: Floresta de Pinheiros em Sab Dez 20, 2014 3:25 pm

Enquanto caminhava a fora da caverna, o colar que a pouco colocou no pescoço começou a brilhar, o que causou certo incomodo a Chrom, não se importando muito com isso seguiu lentamente pois sua espada lhe causava certo desconforto. Embora vigoroso ele se sentia incomodado com algo, o que o fez parar por um breve instante e reparou que sua espada emanava uma energia maligna e ao mesmo tempo gélida, ele então soltou as coisas de sua mão, e buscou em seu pescoço seu colar, segurando na mão enquanto colocou a espada bastarda no chão.

— O que caralhos será isso...

Com a adaga em sua cinta ele cortou sua calça na altura da coxa e abriu um pano colocando no chão toda suas coisas, posicionou então sua espada dentre o pano e prendeu o colar na lamina do mesmo junto a guarda mão. Fez tiras menores de pano com partes da calça de sua outra perna e amarrou firme envolvendo sua espada e colares dentre os panos, colocando-os desta vez em sua cinta junto a suas outras laminas. Pegou a bolsa improvisada novamente e colocou nas costas e juntou o escudo e lança na mão novamente, seguindo em frente pensando no que poderia ser.

Ver perfil do usuário

213 Re: Floresta de Pinheiros em Sab Dez 20, 2014 3:50 pm

Alterax

avatar
Admin
Nada mais acontece. Chrom avista Hammerfall a sua frente.

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

214 Re: Floresta de Pinheiros em Qui Dez 25, 2014 6:25 pm

Chrom seguia rapidamente em direção a Breonne, passando pelo portão guardião o garoto se quer se dirigiu a cidade, apenas foi pelas limitação da floresta, indo então direto a Durenor.

Ver perfil do usuário

215 Re: Floresta de Pinheiros em Qua Dez 31, 2014 9:08 am

A caminhada finalmente trazia algo além de neve e gelo, aquelas árvores indicavam alguma proximidade, estava cada vez mais próximo de meu objetivo, tudo que precisava era continuar a caminhada.

Ver perfil do usuário

216 Re: Floresta de Pinheiros em Qua Dez 31, 2014 11:32 am

Ao lado de Ulf eu alcançava uma estranha floresta. Respeitando o silêncio de meu companheiro de viajem, eu apenas seguia calada o caminho que este indicava.

Ver perfil do usuário

217 Re: Floresta de Pinheiros em Sex Jan 02, 2015 3:41 am

O vento forte e a neve que caía cada vez mais depressa eram péssimos sinais. Uma tempestade de neve estava vindo. O mais sensato para aqueles dois jovens seria procurar um abrigo o mais rápido possível, porém, não era algo fácil. A neve atrapalhava na locomoção e na visualização do caminho e, mais importante, há cerca de 15 metros de distancia, andando entre as árvores, uma criatura gigante parava sua caminhada e olhava na direção que Ulf e Liz se encontravam.

 Seu corpo era coberto por vestes de couro e arrastava pelo chão um martelo de lâmina dupla. Tinha um pouco mais de 8 metros de altura e em suas costas havia um amontoado de pele pendurado: asas. Suas longas orelhas de pele ressecada pareciam ouvir cada floco de neve que caia no chão. Seus olhos escarlates brilhavam enquanto sua boca soltava um grunhido.

 Era um Coelho Demônio das Cavernas.

 Estava com fome. E havia acabado de achar sua refeição.

Ver perfil do usuário

218 Re: Floresta de Pinheiros em Sex Jan 02, 2015 11:30 pm

Esticava um dos braços ao lado do corpo, usando-o como uma trava para impedir o avanço de Liz, enquanto outra mão pousava por reflexo no cabo da arma. A criatura se erguia alta a nossa frente, era largo e possuidor de asas que a primeira vista pareciam inúteis, como algo daquele tamanho poderia voar tão facilmente? Difícil de saber, a lógica não se aplicava em tais situações, ao menos não toda ela, algo naquilo me cheirava mal, a criatura causava arrepios que percorriam minha espinha, confronta-la seria estupidez. Fugir não era nada honroso é verdade, mas gastar sua vida em um tolo combate suicida é a pior escolha que um cavaleiro deva fazer, era juramentado a proteção e não a caça.

- Liz, lembre-se não é nossa missão limpar a floresta e sim nos reunir com nossos mestres, não há necessidade de arriscar nada enfrentando essa criatura.

Ver perfil do usuário

219 Re: Floresta de Pinheiros em Sex Jan 02, 2015 11:45 pm

- Mas que coisa é aquela? - Dizia aquilo intrigada e levando minha mão direita ao cabo da katana. Aquela era provavelmente a criatura mais estranha que eu já havia visto e, percebia quando colocava o braço a minha frente para impedir o meu avanço, que Ulf também sentia o mesmo.

- Sim, concordo com você...

Dizia aquilo em voz baixa enquanto movia minha cabeça simbolizando que concordava com Ulf. Tentava naquele momento buscar com meus olhos algum caminho alternativo que não fosse nos obrigar a passar pela criatura, enquanto me atentava para seguir meu companheiro de viagens se fosse necessário.

Ver perfil do usuário

220 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Jan 04, 2015 10:12 pm

A besta começou a correr em direção à Liz e Ulf com uma velocidade impressionante. Suas asas se abriram, eram bem maiores do que parecia. Lembravam as asas de um morcego. Logo começaram a bater e o animal deixou o chão. Voava não muito alto, na direção de ambos, com seu machado pronto para ataca-los.

Ver perfil do usuário

221 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Jan 04, 2015 11:16 pm

A besta era ágil, rápida demais para ser considerada comum, e o pior de tudo era que a neve apenas atrapalharia qualquer movimento que tentasse fazer. Mesmo com auxilio das árvores fugir de algo como aquilo beirava o impossível. Começava a correr contra o avanço da criatura enquanto tinha uma mão apoiada sobre a claymore. Ela era ágil, mas duvidava que fosse capaz de  se manter naquela velocidade enquanto fazia curvas, o contato direto parecia a melhor opção, correria contra ela mantendo os olhos colados ao machado a sua frente, mantendo uma reta linear na corrida. Ao primeiro aviso de ataque calculava o trajeto do machado e usando-me da neve, saltava com o corpo todo para a diagonal, vendo o machado cortar o ar ao meu lado enquanto simultaneamente sacava a espada e usava a força da corrida para golpear a criatura, rasgando-a de cima a baixo com a ponta da espada.

Ver perfil do usuário

222 Re: Floresta de Pinheiros em Dom Jan 04, 2015 11:16 pm

Alterax

avatar
Admin
O membro 'Ulf' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D20' : 3

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

223 Re: Floresta de Pinheiros em Seg Jan 05, 2015 11:12 pm

Via aquela criatura correr, e mais tarde, começar a voar em minha direção pronta para atacar e então percebia que sair dali não seria de modo algum uma boa opção. Sacava minha espada e então começava a correr na direção da criatura, sem temê-la. Quando chegava perto eu me movia rapidamente para o lado tentando evitar a lâmina do machado da criatura e então, com a katana em minha mão esquerda, tentava atingi-la com um corte em seu pescoço.

Ver perfil do usuário

224 Re: Floresta de Pinheiros em Seg Jan 05, 2015 11:12 pm

Alterax

avatar
Admin
O membro 'Liz' realizou a seguinte ação: Lançar dados

'D20' : 8

Ver perfil do usuário http://eshmir.forumeiros.com

225 Re: Floresta de Pinheiros em Ter Jan 06, 2015 7:49 pm

A neve cobria timidamente os corpos de Ulf e Liz, que se encontravam no chão. Na noite passada, graças à temperatura  baixa, sofreram de hipotermia e acabaram ficando desacordados por um longo período.  

Havia um fraco, porém existente raio de sol que atingia os olhos dos jovens. Ambos sentiam seus corpos rígidos, movimentos lentos e arrepios intensos pelo corpo.

spoilá:
Sofreram uma hipotermia subaguda ( que acontece em escala de horas, comumente por permanecer em ambientes frios por longos períodos de tempo) moderada (a pessoa tende a ficar muito sonolenta, prostrada, quase inconsciente, rigidez muscular, alterações na memória e na fala, entre outros).

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 9 de 9]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum