Eshmir — Fórum RPG
Chatbox

Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Arena de Breonne

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Ir em baixo  Mensagem [Página 8 de 8]

176Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 1:55 am

Lulie sorriu e concordou com Heinz em um murmúrio. Logo, estava andando a sua frente rumo a arena.
- Se importa de assistir da arquibancada? Não estou autorizada a entrar no "corredor da angústia", como meu irmão diz. - Soltou uma leve risadinha para si mesma.

Ver perfil do usuário

177Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 6:17 pm

Heinz a seguiu, enquanto tomava mais tempo para observar a moça com cautela. Achou estranha sua cor de cabelo, nunca vira uma tão incomum em uma humana. Seria ela humana ou só aparentava, assim como Zeon? Obter informações sobre ela seria obter informações sobre seu irmão, um talvez futuro oponente.

-Sem problemas - Disse Heinz, e fez uma pausa antes de sua pergunta para que parecesse o mais casual possível - Algo me desperta curiosidade: Você nasceu com esses cabelos?

Ver perfil do usuário

178Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 7:27 pm

Lulie demorou um pouco a expressar uma reação, que foi um risinho contido. Amaciou a ponta lisa de seus cabelos enquanto se explicava.
- Sim, eles são assim desde meu nascimento. - Deu um breve suspiro. - Mas, se acha que sou igual a você, está enganado! Sou uma riftwalker, já ouviu falar de nós? - Olhava curiosa para Heinz, aproximando-se da arquibancada.

Ver perfil do usuário

179Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 7:36 pm

- Um pouco - Disse Heinz, observando a situação da arena e buscando algum lugar onde tivesse uma grande concentração de pessoas para saber se estavam tratando do derrotado. - Correm muitas lendas sobre seu povo. Seu irmão foi aquele que realizou o primeiro combate? - Perguntou o justiceiro, finalmente se lembrando de um riftwalker no torneio, enquanto desviava seu olhar a D'Abruccio.

Ver perfil do usuário

180Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 7:57 pm

Lulie acompanhava os olhares de Heinz em meio à arena, notando a preocupação constante neles.
- Não se preocupe, vi o perdedor sendo levado à enfermaria agora pouco. - Disse, ajeitando sua saia ao sentar em um dos primeiros degraus da arquibancada, bem ao centro. De lá, a luta pode ser vista perfeitamente. - Sim, o primeiro combate foi o dele! Infelizmente, só cheguei na cidade em seu segundo combate, então não posso lhe dizer como foi. - Enrugou seu rosto em uma careta de insatisfação engraçada.

Ver perfil do usuário

181Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 8:19 pm

Heinz se sentiu mais aliviado com a informação e pode se concentrar melhor na conversa. Ele se sentou ao lado da moça, porém em posição de lótus.

- Lembro que ele venceu com facilidade. Por que ele está concorrendo? - Perguntou, fitando Lulie.

Ver perfil do usuário

182Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 10:49 pm

A mulher admirou a forma como Heinz sentava, querendo por alguns segundos imita-la, mas tendo seu pequeno desejo arruinado ao se lembrar que usava saia.
- Meu irmão é incrível! - Dizia com os olhos brilhando. - Ele sempre me protegeu e deu orgulho ao nosso pai. - Olhou para o céu, lembrando-se dos velhos tempos. - Na nossa infância, nossos pais tinham viajado e estávamos sozinhos em uma floresta ao lado de casa. Nós tínhamos passado o dia inteiro brincando lá, tanto que perdemos a noção da hora. - Ela fez uma pausa e fechou os olhos delicadamente, um pouco melancólica. - De noite, os lobos começaram a nos caçar, nos encurralaram em um canto qualquer do bosque. Naquele momento, eu fiquei extremamente assustada e achei que seria o nosso fim, de verdade. Mas, de repente, um homem trajando um belo uniforme do exército nos resgatou. Ele espantou todos os lobos, matou um ou dois, deixou a mim e ao meu irmão inteiros. - Abrindo seus olhos da triste lembrança, Lulie olhou para Heinz. - Colton se tornou seu aprendiz e treinou com ele por esse tempo todo, se tornando cada vez mais forte! No fundo, ele só quer ser capaz de proteger as pessoas que nem nos protegeram naquela noite.

Ver perfil do usuário

183Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 11:24 pm

Heinz contagiou-se com a alegria sempre presente na moça, sentindo-se assim mais a vontade para conversar. Ele arrastou seu corpo para trás e encostou-se no banco. Ouviu a história com atenção, identificando-se com o riftwalker em questão em certos pontos.

- Os objetivos de seu irmão são nobres, e isso faz com que eu o tema. - Heinz respondeu com um singelo sorriso. Levantou sua cabeça e fitou o céu, deixando uma grande pausa pairar entre a conversa - Me entristece que apenas um possa ser vitorioso aqui. Com os depoimentos que ouvi, se fosse coordenador, já teria aprovado a todos. Desejo poder ser quem aprova em alguma ocasião - Finalizou com um suspiro.

Ver perfil do usuário

184Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 11:48 pm

A riftwalker olhava admirada com as palavras de Heinz, interessando-se nas falas do mesmo.
- Seus pensamentos me cativam! - Dizia com certa empolgação. - Por mais que não tenha ouvido o depoimento de ninguém até então, creio que aprovar todos nos pouparia tempo e momentos ruins. - Se posicionou para ficar mais a frente do espadachim. - Me conte seu objetivo aqui também, por gentileza. Estou interessada! - Abriu um sorriso curioso,

Ver perfil do usuário

185Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sex Set 26, 2014 11:58 pm

Heinz não exitou ao contar a Lulie sua história. Identificando-a como alguém com boas intenções e alta simpatia, estava totalmente a vontade em compartilhar informações, assim como ela vinha fazendo.

- Defendo uma causa que protege fielmente a justiça em seu estado mais puro e nobre - Disse Heinz, retirando o livro do bolso da jaqueta e colocando-o no colo - Sou o único justiceiro remanescente, creio, e não tive um recrutamento adequado. Meu desejo é reascender a Ordem e aniquilar qualquer tipo de crime, atingindo assim, a paz. Sim, eu sonho bastante alto - Soltou uma leve risada e desviou seu olhar novamente a Lulie. - Entretanto sonho por toda a minha família, pobres indivíduos que se prendem em suas residências e tem medo do novo. Enfim, para a realização de meu objetivo, é necessário um alto poder de intervenção, como o de um miliciano. Além disso, em escalas mais baixas, poderei realizar o trabalho de um justiceiro no posto.

Ver perfil do usuário

186Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sab Set 27, 2014 12:14 am

Os olhos da mulher brilhavam mais a cada palavra recitada pelo justiceiro, como se estivesse a ouvir o mais brilhante poema, ou mesmo a música mais tocante de todas. Assim como sua admiração, seu sorriso também se expandia.
- Fantástico! Que objetivo nobre, francamente! Nunca pensei que ainda haviam pessoas com tais pensamentos no mundo atual. É cativante pensar em quão dedicado aparenta ter sido até então! - Lulie cessou seus ataques de admiração por algum tempo para apreciar o livro no colo dele. - Sou apaixonada por livros, creio já ter lido todos os da minha vila, mas nunca ouvi falar de nenhum sobre a ordem. - Apoiando a mão ao lado de seu corpo, apontou para o manual do guerreiro. - Poderia dar uma olhada? Prometo tomar extrema cautela!

Ver perfil do usuário

187Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sab Set 27, 2014 12:26 am

Heinz contentou-se coma expressão de Lulie, sendo uma das poucas pessoas que não bocejavam com o entediante objetivo de vida do espadachim. Entretanto, apesar de sentir que podia confiá-la o livro por alguns instantes, sentiu-se relutante. Analisando aquela mulher de cima a baixo, achou desnecessário preocupar-se com algo diante de tão inocente figura e cedeu o livro, oferecendo-o a ela.

- Sem problemas, disse.

O livro era grosso, possuía quase mil páginas, mas também algumas ilustrações. Sua capa era branca e tinha detalhes dourados e bonitos ao redor de seu nome. Não possuía sumário, apenas eram demarcados capítulos entre o livro. Na primeira página do livro, se repetia seu nome, e o autor se identificava como "Lâmina dourada". Nessa segunda página, ao redor do nome do livro e do nome do autor, diversas escrituras, que variavam desde letras grandes e ilegíveis de criança até pequenas e bem feitas de um homem, cobriam todo o resto da página. Pareciam linhas nteiras reescritas para memorização, outros eram lembretes, e outros observações. Haviam pedaços de folha rasgados também entre a capa e a primeira página. Variavam de documentos de familiares e do próprio Heinz a listas de compras. De qualquer maneira, a vida toda do justiceiro parecia estar naquele livro.

Ver perfil do usuário

188Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sab Set 27, 2014 1:04 am

- Agradeço! - Respondeu enquanto segurava o livro com extrema cautela e o trazia mais próximo de si. - Pesado! - Comentou carismaticamente.

Lulie olhava admirada para o objeto em suas mãos e decidiu, em primeiro momento, inspeciona-lo externamente, deslizando a ponta de seus dedos graciosamente por toda a sua capa, impressionada com as gravuras douradas. Se aventurando, decidiu abri-lo o observar as duas primeiras páginas, sempre com um cuidado extremo.
- O nome do autor é intrigante, não? - Fez o comentário brevemente e logo se pôs a observar mais. Esboçava leves sorrisos ao ver a caligrafia de criança e admirava as anotações do já adulto Heinz. - Posso ler uma vida inteira aqui... Que fascinante. - Sua voz era suave e baixa, estava completamente presa a leitura. Mas, de repente, saiu de sua concentração para recitar um trecho que lhe agradara imensamente. - "Representando toda a ordem dos defensores da justiça, mantenho minhas intenções nobres diante da batalha que se seguirá. Que meu espírito seja puro, que meus movimentos sejam suaves, que meus pés sejam ágeis, que minha mira seja certeira. " - Fez uma pausa breve e obrigou-se a olhar admirada para o justiceiro. - Mais uma vez, me impressiona a atitude de quem siga esse Código. Não consigo encontrar outra palavra senão "nobre"!

Ver perfil do usuário

189Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sab Set 27, 2014 9:21 am

Heinz seguiu o olhar de Lulie a seu livro, que basicamente era tudo de si. Envergonhou-se ligeiramente com sua letra de criança e notas, algo que apenas sua família vira desde então. Achou que estava dando informações demais a moça, entretanto sua simpatia o contagiava. Leu aquelas anotações que já sabia de cor, lembrando de diversos momentos nostálgicos vividos em Durenor e na estrada para Hyacinth.

- São divisões e graduações. A cor de sua arma deve variar de acordo com sua importância e progresso na ordem. Lâmina dourada é o intermediário da justiça no plano terrestre, o líder de todos os justiceiros. Eu sou um lâmina branca. - explicou Heinz diante do comentário sobre o autor.

Prosseguiu acompanhando a garota nas linhas, monólogos e citações que Heinz tinha certeza que a entediariam, até que ela leu uma delas. Heinz sorriu diante do comentário.

- Gosto dessa prece. De fato, "nobreza", assim como "pureza" são algumas de nossas palavras-chave. São estados de espírito alcançados após o ritual de recrutamento.

Ver perfil do usuário

190Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Sab Set 27, 2014 7:52 pm

Lulie prestava crucial atenção às palavras do espadachim, cada vez mais interessada nos mistérios que aquele mundo da ordem guardava.
- Entendo... Realmente, "pureza" e "nobreza" definem os justiceiros. - Folheou mais algumas páginas e fechou o livro vagarosamente, entregando-o de volta a Heinz. Divertindo-se, comentou: - Vejo que está aflito com o seu bem precioso nas mãos de alguém que mal conhece direito! - Abraçou as pernas, se acomodando melhor.- Parece me ser um livro fantástico, Sr. Lâmina Branca. Onde o conseguiu?

Ver perfil do usuário

191Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Dom Set 28, 2014 12:05 am

Heinz sorriu diante do comentário da moça. Alguém achava que seu objetivo não era desperdício de uma vida curta ao menos. Finalmente ele pegou o livro e volta e colocou em seu local costumeiro, o bolso interno da jaqueta.

- Apenas não são muitos que pegam o livro. Muito menos são os que gostam dele. - Disse com um desviar de olhar, observando o movimento a sua volta enquanto pousava os cotovelos sobre seus joelhos e entrelaçava seus dedos, movimento acompanhado pelo curva sutil de suas costas . - Bom... encontrei a obra nos estoques do meu tio Alenko. Ele é dono de uma biblioteca em Durenor... - O espadachim lembrava de todos os detalhes. Sua memória sempre fora muito boa, fato sempre estranhado. - Mas foi a única edição que encontrei até hoje. - Ele torna a olhar para Lulie - Assim que tiver recursos o suficiente, pretendo relançá-lo. E caso eu seja uma boa Lâmina Dourada, até adicionar meus próprios pensamentos. Mas afinal... você está começando a saber de mim muito mais do que sei sobre você.

Ver perfil do usuário

192Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Dom Set 28, 2014 12:32 am

Lulie enrubesceu ao perceber a falta de educação que tivera ao não falar de si mesma à proporção que perguntava sobre ele.
- Mil perdões! Foi uma grosseria de minha parte! - Repousou as mãos sobre o peito, uma acima da outra. - Mas, só para completar, apoiaria o relançamento de uma obra tão singular e magnifica quanto essa. Também creio que não seja difícil para uma pessoa hábil e dedicada como o senhor para se tornar um Lâmina Dourada! - Encerrou com um olhar confiante favorecido pelo gesto de manter o punho fechado ao lado do corpo, mostrando crença. - Então, o que deseja saber de mim? Ah, posso lhe chamar de Heinz, se não for muita ousadia?

Ver perfil do usuário

193Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Dom Set 28, 2014 12:38 am

Heinz sorriu ligeiramente com os exageros de Lulie. Ela tinha uma personalidade, no mínimo, curiosa.

- Não se importe com isso. Muito menos com a maneira com a qual me chama, senhorita. Bom... só espero que os seres superiores a nós permitam que eu tenha tempo de finalizar todos os meus objetivos. - Disse com uma naturalidade que não combinava com a frase. - Então, de onde vocês são? - Disse o espadachim enquanto se ajeitava no banco.

Ver perfil do usuário

194Arena de Breonne  - Página 8 Empty Re: Arena de Breonne em Dom Set 28, 2014 12:53 am

A menina inclinou a cabeça ligeiramente para a esquerda,indagando-se o que a frase tão naturalmente dita poderia significar. Achou descortês perguntar após a série passada de curiosidades.
- Por gentileza, não se incomode em chamar-me de Lulie, também! - Sorriu naturalmente. - Minha origem? Ah, uma coisa que poucos da minha espécie conseguem explicar... Os grandes sábios, talvez, tenham uma resposta lógica ao invés de " nascidos do universo". - Deu de ombros, mostrando a insatisfação com as respostajá conhecidas. - Eu não me lembro de nada de antes dos meus quatro anos, mas meus pais me dizem que fiquei inconsciente desde meu nascimento até meu quarto aniversário. Estranho, não? Os médicos insistem em me dizer até hoje que meu organismo é não muito potente e que tenho de evitar atividades rigorosas. Aparentemente, meu corpo é extremamente fraco. - Suspirou e virou seu rosto para o céu, fechando os olhos. - Queria ser forte que nem o Colton!

Ver perfil do usuário

Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo  Mensagem [Página 8 de 8]

Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum